domingo, 5 de julho de 2009

Estou Escasso de Títulos.

A revolta é uma coisa boa. Ótima, diga-se de passagem. Com ela as pessoas se inspiram, fazem coisas que não teriam coragem. Com ela que a França se 'libertou', com ela o Brasil ficou 'livre' de Portugal... Com ela as pessoas fazem realmente o que é bom para elas. Mas, eu, não tenho me revoltado ultimamente. E vivo num passado, anseando por um futuro igual a ele. É engraçado.

É, é engraçado como as coisas funcionam. De um motor de helicóptero até um coração humano, da sociedade até o modo de agir das pessoas. Eu vejo, na rua, as pessoas. Elas passam, falam, gesticulam. Daí eu vejo o quão ridiculo são várias pessoas. O quão mesquinha elas são, o quanto elas se preocupam com coisas fúteis. Eu não as culpo, de certa maneira. Mas, mesmo assim, eu não sentiria nenhuma falta delas, se por algum acaso um desastre acontecesse e toda a humanidade, simplesmente, fosse.

Mas, por um lado, tem pessoas pelas quais valem a pena estar aqui, nesse mundo tão... Mesquinho. Enfim, se eu estivesse revoltado... Eu faria uma ligação, mandaria mensagens... É, iria até o inferno atrás da coisa que quero. Hm.

Ontem me veio inspiração pra escrever, mas eu estava na casa de um amigo, daí nem deu. Geralmente ela vem só a noite, então vou parar de escrever por aqui... É, melhor do que ficar falando merda. Né.

3 comentários:

MamotromicO disse...

Que lindo, atualizamos no mesmo dia.

AHEUhauehaAHEUhaeUAHEuheAUheaUhea

É triste porque parece que só nós vemos o quão desgraçado está o mundo hoje.

Precisamos de algo pra nos alegrar ;D

Lina :) disse...

Inspiração, comigo, é de madrugada. Mas de manhã eu esqueço. :P
Acho que vou começar um livro de auto-ajuda. Só disso que vocês, leitores, gostam.
Quanto mais eu dou conselho, mais o povo pede.
detalhe que eu detesto auto-ajuda. Mas escrever: o que que tem, não é?
Brincadeira.
:)

Lu Paes disse...

Oi, Iago!
Hm..nem sei por onde começar..Bom, eu não acho que se ame duas vezes uma mesma mulher. Mas também acho que o amor nunca se esquece, se for amor mesmo. (veja a frase do John Lennon, que está no meu blog).
E...você devia se revoltar. E ir atrás dela. É óbvio que todo esse tédio, esse ócio, essa desvontade de fazer alguma coisa (não ria da minha palavra inventada!) é por culpa dela.
Eu, particularmente, gosto de revoltas e revoluções e protestos e manifestos. Vou organizar um, algum dia. Mudar a educação, a sociedade.
Na verdade, em breve espero eu, vocês (meus caros leitores) vão ver meu primeiro passo para um mundo melhor! ^^

Ah, e já que você está tão triste, lembre-se de uma coisa: Nós, seres humanos racionais (ou não), usamos calças. E sapatos! Honestamente, pare para pensar em como isso é bizarro!
Não sei o que deu em mim...ultimamente tenho pensado muito nisso. E tenho dado muita risada com isso. Apesar de estar deprimida: ultimamente ninguém conversa mais. quer, conversar meeeesmo.
Acho que é culpa daquele filme..."A Loja Mágica de Brinquedos"...

Enfim, estou perdendo uns parafusos...

Beijos da Lu!